Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

30
Out18

A revolução da carne

JP

steak revolution.jpg

É pouco provável que não me venha a arrepender de partilhar isto nestes tempos de escassez de boa carne. Imagine-se o que sobrará se subitamente muitos descobrirem que andam a comer uma espécie de bifes de bioplástico.

A ideia do documentário, que podem ver na NETFLIX, é encontrar os melhores sítios do mundo para comer carne de vaca. Mas o ensinamento mais importante, spoiler alert, é que o melhor sabor da carne se encontra naqueles bocadinhos que vós (refiro-me apenas aos parolos à mesa) deixam na borda do prato, a gordurinha.

Nas últimas décadas temos vindo a ser “ampulatados” com carne sem sabor, magra, despojada das suas principais qualidades. Nesta revolução gastronómica sem grande líder, populações inteiras foram reeducadas a apreciarem o não-sabor, a salivarem com o insípido. A industrialização da produção de carne e a criação dos exércitos de nutricionistas e evangelizadores tornou o gosto pela gordura um crime de palato. Bem, isto já sou eu a devanear.

Mas há salvação, teremos de proporcionar uma vida feliz às vacas, que nos darão mais e melhores gorduras. E nessa altura, caríssimos, não haverá perdão para quem deixar a gordura na borda do prato. É pecado, será como deitar pão ao lixo.

Atenção: o documentário apresenta constantemente imagens explícitas. Tive de interromper duas ou três vezes para me ir aliviar à cozinha.