Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

22
Nov17

Portugal tem a refeição mais exclusiva do mundo (2017)

JP

Finalmente foi publicada a lista das refeições mais exclusivas do mundo, onde é mais difícil e/ou caro conseguir um lugar à mesa. E Portugal aparece em primeiro lugar, à frente do Sukiyabashi Jiro, em Tóquio, ou do El Celler de Can Roca, em Girona, que até têm listas de espera de vários meses.

O repasto onde é mais difícil conseguir lugar à mesa é:

Cozido à portuguesa de porco mesmo, mesmo, mesmo quase caseiro, alimentado com boas lavagens de restos de refeições de cozinha nacional.

WhatsApp Image 2017-11-22 at 13.54.20.jpeg

Lista de espera não existe.

Reservas só por convite, conhecendo irmãos, primos, cunhados, amigos do proprietário do restaurante ou PJ.

Não há telefone, email, site, app ou página de facebook. Não há tripadvisor ou the Fork. Não há Boa Cama, Boa Mesa. Não há publicidade: "Cozido à portuguesa de porco morto por nós, cumprindo os regulamentos que realmente interessam e desprezando todos aqueles que só põem em causa a sobrevivência da cozinha nacional. Estamos a borrifar-nos para as autoridades, até porque algumas delas vêm cá comer o cozido. Inscreva-se já!"

Onde? Poucos sabem. Como se trata quase de uma sociedade secreta, num universo de 30 mil restaurantes com cozido na carta, apenas 4 a 5 têm o autêntico. Só um restrito número de pessoas consegue saber o dia, a hora e o local em que o prato é servido. 

Mas que porco é este? Trata-se de um porco já quase extinto em território nacional, criado em parte incerta pelo proprietário do restaurante e alimentado com restos das refeições servidas no espaço. Mas também não vale pizzarias, sushicharias ou chinês, ninguém quer comer carne de porco alimentado a restos de chop suey e de sopas de ninho de andorinha.

O acesso é proibido a turistas e a várias etnias. É um grupo extremamente xenófobo. Desprezam a etnia de pessoas que não come gorduras e a minoria de indivíduos que pede cozido para comer vitela ou frango. É uma minoria, mas é muito irritante. 

Os Chispes conseguiram ter acesso a uma destas refeições e já garantiram lugar para outra no dia 7 de Dezembro. Como é óbvio, não podemos revelar mais informações.

Se não conseguirem um lugar este ano, tentem outras opções mais acessíveis desta lista, como o Osteria Francescana ou o Eleven Madison Park, onde é bem mais fácil conseguir mesa.