Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

14
Dez17

O que queres ser quando fores magro e bonito?

JP

a nova dieta dos 31 dias.jpg

 

O que é que queres ser quando fores magro? Quando fores magro e bonito. Esta é a pergunta que todos têm de fazer antes de embarcarem na viagem de regresso ao peso ideal.
Eu sei e foi por isso que testei com enorme sucesso a primeira dieta dos 31 dias, da nossa referência espiritual Dra. Ágata Roquete.
Cumpri a dieta dos 31 dias em apenas 21, porque na altura já não tinha agenda para encaixar mais dias. Terminou de forma trágica, a 22 de Maio de 2014, num almoço de bacalhau no O Vítor. Lembro-me como se fosse hoje.
Em apenas 21 dias, perdi 8 quilos, não sabendo até hoje de quê: líquidos, gordura, músculos, células cerebrais ou restos de comida alojados no aparelho digestivo. Foram-se.
A dieta é apenas de 31 dias, o que é bastante sedutor, embora suspeite que para resultar, o mais indicado é cumprir 31 dias de dois em dois meses.
Em Outubro do mesmo ano já tinha recuperado os oito quilos perdidos. Extraordinário. Infelizmente, não consegui implementar este algoritmo na minha relação com a Betfair nem num processo contra uma execução fiscal das Finanças por causa de umas portagens.
A Dra. Ágata bem nos avisava no seu primeiro livro. Cuidado, atenção, mudança e nova formas de vida. O título talvez fosse ligeiramente enganador. Devia-se chamar “A dieta dos dias que te restam de vida”.
Este novo livro tem tudo para ser um sucesso: são 31 dias sem passar fome, sem desistir a meio e com resultados visíveis. Não duvido: a Dra. Ágata aparece na capa e está bem boa. Mas hoje também vi um livro de receitas com a Nigela Lawson na capa, que está muito, muito boa.
São estas coisas que nos confundem e que alimentam dúvidas quando precisamos de convicções para mudar de vida.

 

 

3 comentários

Comentar post