Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

03
Nov08

Abertura da época das Papas de Sarrabulho

Paulo

No passado 1 de Novembro, celebrou-se um dia bastante importante. Um daqueles dias em que os homens vestem o seu melhor fato, em que as senhoras vão ao cabeleireiro fazer o melhor penteado que o seu cabelo permite, em que as famílias e os amigos se reúnem.
Como já perceberam, refiro-me ao dia da abertura oficial da época das Papas de Sarrabulho, dia em que se produzem autênticas romarias aos restaurantes minhotos para degustar este prato típico após alguns meses de ausência. Qual Ferrero Rocher da gastronomia, assim que é chegada a altura do frio eis que as Papas de Sarrabulho voltam a surgir à mesa acompanhadas dos sempre inseparáveis Rojões (e este ano o frio fez mesmo questão que nos lembrássemos que a época das Papas estava aí).
Cumprindo o ritual, também eu me dirigi, com amigos, até um restaurante de Braga para matar as saudades de tão fabuloso prato, um dos expoentes máximos da gastronomia minhota e portuguesa. O restaurante privilegiado foi o Túnel, um daqueles restaurantes anónimos, de aspecto simples, óptimo na relação preço/qualidade e onde somos tratados pelo nome. As Papas estavam a um bom nível e, escusado é dizer, a primeira vez é sempre especial.

1 comentário

Comentar post