Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

15
Set08

Valeu a Pena?

JP

Com a chegada do Verão tive, tal como a grande maioria de cidadãos, de tornar público o actual estado da minha barriga. Já se suspeitava há alguns meses que a situação poderia ser bastante mais grave do que os dados oficiais pretendiam fazer crer. O impacto foi muito pior do que quando se soube dos verdadeiros números do défice português. De tal modo fiquei em estado de choque que tive de recorrer a duas entidades independentes para fazer uma auditoria geral: uma farmácia em Arco de Baúlhe e outra em Braga. Duas balanças de créditos firmados no mercado apresentaram os mesmos resultados: o meu ano gastronómico fabuloso teve um impacto catastrófico no meu peso global, claramente visível num aumento substancial da minha barriga.

Da minha cabeça não saía a frase profética: DOS 100 PASSARÁS, AOS 200 NÃO CHEGARÁS! Claro que eu ainda estava a uma boa distância dos 100 kg, mas pela primeira vez havia que temer.A implementação do Magrex. Eu a correr em frente de centenas de olhares de admiração.

O problema é que aquilo que eu ia conseguindo com uma inteligente e hábil engenharia, recorrendo a cintos, calças estrategicamente implementadas e camisas um pouco mais largas, não ia ser possível manter fora do conhecimento público. Como todos devem entender, não irei divulgar os números reais, até para não provocar uma desestabilização emocional nos mercados da região, com consequências incalculáveis na restauração, nas economias familiares e, na generalidade, no tecido empresarial.

Um homem casado é como um líder político, perante situações de crise apresenta revisões, implementação de programas inovadores e, claro, a substituição de alguns elementos da equipa de trabalho com imagem mais desgastada (isto queria dizer, tinha de me afastar dos dois ou três amigos que mais convites me fizeram para comesainas). Obviamente apresentei o MAGREX, que consistia em correr 20 minutos de manhã (ver foto comprovativa), complementado com duas horas de caminhadas na praia e vários mergulhos no mar. Estas foram as medidas estruturais de um programa extenso que incluia, ainda, uma redução do consumo de alcool, ingestão indiscriminado de saladas e subida acentuada no consumo de peixes e carnes grelhadas, etc.

Contudo, após 10 dias de intenso exercício no Sul de Espanha, regressei a Portugal e, naturalmente, com uma curta estadia no Alentejo, para espancar as saudades. E foi quando me encontrava frente-a-frente com uns pezinhos de coentrada, um pão típico mergulhado em azeite e coentros e uma garrafa de vinho tinto alentejano que me ocorreu a dúvida: Valeu a Pena?

Na altura, não pude continuar a reflexão, mas hoje acredito que valeu a pena. A vida é feita de ciclos. Que sentido faria emagrecer se não fosse para voltar a engordar? Para se saborear um bom regresso, primeiro temos de partir.

 

4 comentários

Comentar post