Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

30
Jan10

As gaffes e as “atenções” dos restaurantes

Convidado

Há algumas frases que constituem autênticos clássicos da restauração nacional:  “esse prato já acabou”, “esse vinho está esgotado”, “é a última garrafa deste vinho”, “desculpe, mas a(o) cozinheira(o) é nova(o) na casa”, “as batatas que pediu foram para outro cliente” (esta ouvi-a há pouco tempo num restaurante que frequento habitualmente. Lamentável sobretudo porque fui a primeira a solicitar as ditas batatas), “confesso, o frango é da hora do almoço”,  …. (podem acrescentar as que vos espicaçar).

Será tão difícil eliminar do cardápio os elementos em falta? Porquê criar no cliente “água na boca” se depois o vinho pretendido que lhe ia matar o desejo acabou? Falta de etiqueta e protocolo nos empregados?

Porém, há gestos inolvidáveis que marcam a diferença como receber surpreendentemente, no final de um jantar de terça-feira, uma broa acabadinha de sair do forno de lenha (“só para as meninas”, disse a empregada do Restaurante Vale do Homem, em S. Vicente do Bico – Amares), uma flûte de espumante no hall de entrada e uma fotografia a dois para marcar o aniversário da cliente (Restaurante Papa Boa, em Guimarães), uma peça de louça “roubada” (Tasca do Celso, em Vila Nova de Milfontes), uma sobremesa da casa oferecida apenas à primeira visita do cliente (vale a pena provar no Restaurante Arafat, em Braga), ou mesmo o tradicional licor Beirão, whisky ou um chá para a digestão (Restaurantes Adão e Eva, Sabores do Barroso e Café do Adro, em Barcelos, Braga e Viana do Castelo, respectivamente).

Como seria agradável que todos os restaurantes primassem por tratar o cliente como um ser único e especial…eu, embora goste de conhecer novos espaços gastronómicos, sou fiel aos restaurantes que me tratam bem.

A. Corunha

1 comentário

Comentar post