Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

07
Abr09

A importância dos ratos na gastronomia actual

JP

Nada disto se compara ao enorme contributo que a indústria farmacêutica deu ao mundo da gastronomia. Sem todos aqueles cientistas, laboratórios, testes e grandes lobbys farmacêuticos continuaríamos a experimentar os grandes convívios gastronómicos em condições perfeitamente desumanas e indignas. Aliás, continuo a dizer que os grandes apreciadores da boa comida nunca fizeram a devida homenagem aos ratos que tombaram nos laboratórios por esse mundo fora, que se sacrificaram e às suas famílias para ajudarem a descobrir todos aqueles medicamentos que tornam realidade as comezainas mais impossíveis. Por isso, eu considero o rato a estrela maior da gastronomia moderna e não o porco ou a vaca. Foram os ratos que deram o corpo ao manifesto na luta contra flagelos nas comezainas como a azia, enfartamento, dores de dentes, inflamações das vias respiratórias, cefaleias ou preguiça do fígado. Mas infelizmente continua a faltar um reconhecimento oficial da sua importância para a «má vida» alimentar. Talvez um memorial, um dia no calendário ou um capítulo nos livros de gastronomia.
Um saravá para os ratos.