Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

02
Mar09

Chocos ou lulas? A crise de identidade no mundo dos cefalópodes

JP

Uma questão pertinente que me surgiu na ida ao "Bota e Bira" é a da categorização dos bichinhos que nos chegam à mesa. Quem é que  sabe distinguir uns chocos de umas lulas? Num mundo em crescente crise de identidade, onde cada vez é mais difícil definir-nos, saber quem somos, eis que entramos pelo mar adentro e acusamos, tu és um choco e tu és uma lula! E tu nem és choco nem és lula, és uma pota. E calou, que eu é que sei.

Quantos acasalamentos não foram inviabilizados com estas classificações? Quantas histórias de amor acabaram em tragédia fruto da intransigência e do ódio entre lulas e potas ou polvos e chocos?

É a nossa eterna mania de classificar. Este é gay, aquele é heterossexual, este é pedófilo, aquele é choco, este é uma lula bissexual anã cínica.

Será que não estaremos a cometer um crime hediondo ao dividir a meio uma espécie inteira? No passado cometemos erros monstruosos que ainda hoje fazem sentir as suas consequências: as fronteiras artificiais em África, a criação forçada de nações na Europa ou as identidades sexuais. Não estaremos nós a criar uma cisão social e cultural do mundo dos cefalópodes?



Gosto quando o pessoal diz que é fácil saber as diferenças, um é mais pequeno, o outro é mais avermelhado, outro tem as pernas mais compridas ou é pela mancha que têm na quinta perna (isto é já para se armarem que percebem mesmo muito). Entretanto, chamamos cão a tudo o que ladre e levante a perna para urinar. Incrivelmente, até chamamos cães àqueles "salsichas".

Claro que no prato é fácil distinguir polvos, lulas, chocos e potas. "Olhe, passe-me ali este bichinho pela brasa e traga-me com um bocadinho de azeite e alho que eu já lhe digo que espécie é."
Para mim, é a gastronomia que diz a que espécies os bichos pertencem. Se os cefalópodes falassem, não interessava nada se nos entrassem pelos barcos adentro a gritar, "larguem-me, eu sou uma lula". Se és uma lula ou não, nós é que te vamos dizer. Tragam o azeite.

1 comentário

Comentar post