Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

Chispes e Couratos

Neste espaço não se discriminam gostos, fetiches, taras, manias, desvarios ou inclinações gastronómicas. Só não toleramos seguidores fanáticos do tripadvisor.

11
Ago09

A Quinta de Carapeços.

Marco

A prova, se ainda faltasse, da adequada questão do volume de vasilhame vendido surge sublinhada no último jantar doméstico… cá de casa portanto. 75 é um bom nome para carro italiano, mas não para uma garrafa, que eu e a minha mulher não consideramos com unidade divisível, o que nestes dias quentes, e com a temperatura bem fria do frigorifico pode criar alguns problemas.
Ora pois bem, se do prato até já nem mantenho memória, da garrafa sim… uma primeira do Alvarinho cultivado fora da sua região nativa e hereticamente movido para a região de Amarante onde amadurece com outra doçura, consideramos toda a plenitude do sabor e qualidade de um vinho puro, feito com uma dose de ezquiofenia reservada aos melhores seres humanos, em que os valores de uma vida suprema e soberba se levantam acima dos valores financeiros das grandes produções.

O calor estraga a conta e chega a segunda garrafa para complementar até ao nível ligeiramente ébrio os convivas deste despautério doméstico. Mas nem só de Alvarinho vive esta excelente produção.

Verdadeiramente fabuloso é o Espadeiro… mesmo… feito de uma forma despreocupada, engarrafado tarde, e a maturar como não é normal num verde, em que o rosa passa para um delicado petróleo, e o sabor passa de um frutado fabuloso e dá lugar a morangos espremidos e torturados dentro de uma garrafa. Infelizmente, o lote anterior nem teve tempo nem de envelhecer nem de habitar o frigorifico…

Mas julgais que apenas destes, produzidos em inevitáveis minúsculas quantidades, vive a Quinta de Carapeços? Não, mil vezes não… por pistas tortuosas chega algo impensável… verdadeiramente impensável… deixar as uvas das mais doces castas verdes apodrecer até Fevereiro agarradas à videira sua mãe … Late Harvest… meu Deus… o que é isto… Podridão Nobre é o termo… um sabor arrebatador, o álcool disfarçados num sabor que servido fresco é nada menos que… ora bolas a mesma palavra de volta…Perfeito!

 

Por Tomé Coelho